27
Jul 11

Garrafas de água

Se há coisa que evito é comprar garrafas de água. Mas em qualquer sítio que se peça uma refeição lá vem uma garrafa, quase sempre de plástico. E eu levo-a comigo. E reutilizo, reutilizo ... Ainda assim ao fim de um mês acumulo uma meia dúzia que acaba por ir para a reciclagem. Alguém tem alguma utilidade para estas garrafas?

 

De qualquer forma acho que é um bom hábito levar de casa uma garrafa com água na carteira. E uma boa forma de fazer a água parecer fresca mais tempo é colocar uma rodela de limão dentro da garrafa. Sempre é vitamina C e o sabor do limão faz a água parecer mais fresca.

publicado por oxarim às 17:15 | comentar | favorito
30
Jun 11

Filtro de água

Por mais que me digam que a água da torneira é tratada e própria para consumo a verdade é que não sabe bem. E mesmo que a água venha em boas condições da companhia é comum em casas antigas os canos não estarem nas melhores condições e estragarem a água.

Por isso muitos de nós só bebem água de nascente engarrafada. Mas isso representa muito plástico e muita poluição para o transporte de todas essas garrafas.

Por isso arranjei um filtro de água. E este é bem melhor do que o que tinha antes, pelo menos a água sai com melhor paladar. Ainda assim há o consumo de um filtro por mês. A nível de preço sai mais ou menos o mesmo que comprar água engarrafada. Mas a nível de poluição no transporte não se compara.

 

 

 

 

 

 

Quem estiver interessado eu envio o nome da marca, vale mesmo a pena.

publicado por oxarim às 10:52 | comentar | ver comentários (2) | favorito
04
Jun 11

desflorestação persiste na Amazónia

 

É com muita pena que partilho esta notícia que li no site da Quercus.

 

 

 

 

Desflorestação persiste na Amazónia.

 

Morte de quatro activistas denuncia incapacidade de travar práticas ilegais

 

 

No passado dia 24 de Maio, foram mortos no Brasil José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo. O casal desenvolvia um projecto de exploração sustentável da floresta com 500 famílias de extrativistas, que sobrevivem da venda de óleos vegetais e de frutas como o açaí e o cupuaçu. Dias depois, Herenilton Pereira dos Santos, testemunha do homicídio de José e Maria, também foi assassinado na mesma região. Os ambientalistas faziam parte do Conselho Nacional das Populações Extrativistas, organização fundada por Chico Mendes, assassinado em 1988 por denunciar conflitos de terra e exploração ilegal de madeira.

 

 

No dia 27 de Maio foi também assassinado Adelino Ramos, activista que tinha vindo a denunciar a acção de madeireiros na região da fronteira entre os estados de Acre, Amazónia e Rondónia. Já no início desse mês, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) iniciou uma operação no local, onde apreendeu madeira cortada e gado bovino que se encontrava em áreas legalmente protegidas, sendo que tal leva a crer que esse tenha sido o motivo de sua morte.



As eternas ameaças sobre a Amazónia
A maior ameaça às florestas e à biodiversidade no Brasil é, de acordo com ONGA´s brasileiras, a desflorestação. Nessa perspectiva, o Ministério do Meio Ambiente Brasileiro, com diversas parcerias, entre elas algumas internacionais como a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), já começou a mobilizar a sociedade civil para a elaboração de um plano brasileiro de implementação das metas da CDB - Convenção sobre Diversidade Biológica. Porém, conforme aponta o WWF Brasil, o cumprimento dos vários compromissos internacionais assumidos por este país, e a manutenção e conservação das florestas e dos recursos naturais estão em jogo com as alterações propostas no âmbito do novo Código Florestal.



Com efeito, a procura internacional de madeira, pasta de papel, carne e soja são o grande motor por detrás da desflorestação insustentável da Amazónia, Património Mundial, e de outras zonas florestais de grande biodiversidade, e é urgente uma acção mais enérgica da comunidade internacional para a resolução destas questões.

publicado por oxarim às 00:07 | comentar | favorito
29
Mai 11

mais escadas e menos elevadores

 

Está decidido, daqui em diante não uso elevador, só as escadas. A menos que traga muitas coisas pesadas, há limites, e são 4 andares...

Será uma boa acção a favor do ambiente, e contra a celulite :)

 

Quem se quer juntar?

publicado por oxarim às 14:04 | comentar | ver comentários (1) | favorito
30
Abr 11

Pastagens amigas do ambiente em Portugal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foi mesmo agora que RTP1 passou uma reportagem no telejornal sobre uma inovação nacional a nível da pecuária.

 

Trata-se de pastagens amigas do ambiente, com alta produção, que ajudam à redução das emissões de carbono e à redução do uso de rações na alimentação do gado.

 

Segundo a empresa Terraprima, responsável por este conceito nestas pastagens é semeado um conjunto de sementes variadas. Esta variedade permite maior resistencia das colheitas e incluem também leguminosas, que enriquecem o solo em azoto e diminuem assim a necessiade de fertilizantes. A partagem renova-se automáticamente durante vários anos sem que seja necessário voltar a semear. Nisto poupam-se recursos e energia. 

A matéria orgânica das plantas mortas mantém-se no solo fixando-se assim o carbono que de outra forma iria parar à atmosfera como dióxido de carbono. Por isso estas pastagens ajudam a reduzir a pegada de carbono portuguesa e a cumprir o acordo de Quioto.

 

Conheçam mais sobre esta assunto no site da Terraprima, aqui. Passem a palavra, quantos mais produtores de gado adoptarem este sistema melhor será para todos nós.

publicado por oxarim às 13:45 | comentar | favorito
01
Abr 11

Horta de Varanda

 

Tal como já foi mostrado num post antigo tenho dedicado algum tempo à minha horta de varanda.

 

Os mesmos morangueiros do post anterior já começam a dar algumas amostras de morangos e algumas flores promissoras. Não são tão rápidos como os de estufa, que já andam nas lojas mas em geral são mais saborosos e de aroma mais concentrado.

 

 

 

 

 

 

Salsa fresquinha semeada há uns meses.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E à segunda tentativa um pequeno pé de hortelã, que já começa a ter algum cheiro.

 

 

 

 

Não são estas pequenas que vão diminuir a minha pegada de carbono mas sempre são um começo. E dá muito gosto seguir a sua evolução desde a semente até por fim tê-las no prato.

 

São muitas as variedades de pequenos frutos, legumes e ervas aromáticas que podemos plantar em vasos com sucesso. Escolha aqueles que mais gosta e comece já a sua pequena horta também. Não lhe gastará muito tempo, ainda menos dinheiro e poderá ter uma pequena amostra de alimentos de qualidade.

publicado por oxarim às 23:29 | comentar | favorito
13
Fev 11

Plantar uma árvore

 

Plantar uma árvore é uma das formas de ajudar o planeta e melhorar a qualidade de vida de todos nós. É também uma das boas acções com mais efeitos a longo prazo, pois se tudo correr bem a árvore ficará por cá muitos mais anos do que nós.

 

Foi a pensar nisso que me juntei ontem numa acção do projecto criar bosques em Braga.

Com a participação de umas boas dezenas de voluntários plantaram-se vários carvalhos na zona do Bom Jesus.

 

Daqui a uns anos teremos uma nova área arborizada de que poderemos todos usufruir.

 

Se quiser participar em novas acções, ceder mudas de árvores, ou espaços para arborizar, pode ver aqui a explicação do projecto.

Na página da Quercus são anunciadas as próximas actividades.

publicado por oxarim às 18:37 | comentar | favorito
11
Dez 10

Cancun 2010 - resultados (ou falta deles)

 

Depois do fracasso de Copenhaga parece que a cimeira em Cancún não veio acrescentar muito.

 

Essencialmente ficou acordado que a aplicação da segunda fase do protocolo de Quioto fica adiada para data indeterminada.

 

Segundo Francisco Ferreira da Quercus: «houve um número de progressos específicos, incluindo o estabelecimento de um fundo climático verde, um processo para avaliar os diferentes aspectos das perdas e danos causados pelas alterações climáticas, o registo das acções dos países em desenvolvimento, bem como o reconhecimento de que as metas de emissões não são suficientemente ambiciosas»

 

Mais uma vez foram adiadas as verdadeiras medidas necessárias, ficando tudo pela eterna conversa: "Sim, isto está mal, mas os próximos que o resolvam que pra já a gente sobrevive"

 

Os títulos da imprensa não podiam ser mais enganadores, o Sol por exemplo diz " Países alcançam acordo de princípio em Cancun". O público é assim levado a acreditar na eficácia destas reuniões e a sossegar, pensando que os seus líderes estão a tomar as medidas necessárias, e: "Se eles não têm pressa por que havemos nós de nos alarmar?"

 

E assim se empurra o problema, marcando mais uma próxima reunião em Durban onde a gente se encontra de novo para falar mais um pouco sobre o assunto e gastar o dinheiro dos contribuintes em mais uns dias de passeio e luxo.

publicado por oxarim às 13:51 | comentar | ver comentários (1) | favorito
08
Out 10

350 - proximo domingo - combate ao aquecimento global

 

O proximo evento 350 é já neste domingo.

 

Para quem já não se lembra trata-se de uma iniciativa a nível mundial que promove várias actividades que visem de alguma forma a redução das alterações climáticas. O que se pretende é que a partir de várias actividades realizadas por comunidades locais se chame atenção para este problema levando governos e civis a agir. O número 350 é a concentração de dioxido de carbono (350 moleculas em cada milhão) aconselhada como limite máximo para que se mantenha a sustentabilidade do planeta. Convém lembrar que a este momento já temos na atmosfera uma concentração de CO2 de 390ppm.

 

Desde o último post sobre este assunto várias novas iniciativas foram criadas em Portugal. Se ainda não decidiu em qual irá participar consulte o mapa de actividades no site do 350.

 

Eu espero poder participar na caminhada pelo clima que se tem vindo a organizar em Vila Nova de Famalicão.

 

 

 

publicado por oxarim às 12:21 | comentar | favorito
14
Set 10

Banho amigo do planeta

banho + relogio

 

 

Devo confessar que onde mais me custa poupar água é no banho. Mas uma vez que a maior parte da água que consumimos em casa é usada em limpezas e higiene pessoal realmente a questão do banho não pode ficar esquecida. Desligar a água enquanto nos ensaboamos pode ser uma boa medida mas é mais dificil de concretizar no inverno quando não se tem aquecimento.

 

A minha solução para finalmente tomar duches rápidos é então simplesmente antes de entrar no chuveiro preparar o despertador para tocar dali a 5 min. A uma distância que obrigue a sair da banheira para o desligar, com volume alto e toque irritante de preferência.

 

Na verdade é um pouco stressante mas ao menos é eficaz.

publicado por oxarim às 19:51 | comentar | favorito